10/01/2013 Restaurante de comida saudável faz sucesso no litoral de SP no verão

Pratos levam legumes, produtos integrais e o mínimo possível de gordura.
No verão, consumidores de todos os segmentos vão se refrescar na praia.


Do PEGN TV

Em Santos, no litoral de São Paulo, os empresários João Luis Gomes e Eduardo Marques investiram em um restaurante de comida saudável. Em menos de dois anos de funcionamento, o faturamento dobrou.

Para a temporada de verão, o crescimento poderá ser de mais 30% em relação ao mesmo período do passado. O empresário faz parte de uma estatística que revela otimismo entre 70% das pequenas empresas brasileiras.

Nesta época do ano, consumidores de todos os segmentos vão se refrescar na praia.

Em Santos, litoral paulista, os empresários João Luis Gomes e Eduardo Marques abriram um restaurante de comida saudável. São servidas, em média, 120 refeições por dia.

Gomes trouxe de fora do país a ideia de montar o fast food nutritivo. “O objetivo foi de difundir isso aqui no litoral. O pessoal da praia tem aquele lance de culto à saúde”, explica.

Os pratos são preparados em uma panela especial com legumes, produtos integrais e o mínimo possível de gordura. Para quem gosta de um cardápio variado, o restaurante é um prato cheio. É possível fazer diversas combinações mudando a base, os ingredientes e os molhos. E o melhor: tudo é preparado na frente dos clientes. Eles se sentem como os próprios cozinheiros.

A agente de viagens Ingrid Ambires é cliente assídua do restaurante. Ela diz que o principal atrativo é a variedade de produtos saudáveis. “Uma fusão de massas e arroz integrais com bastantes opções de carne, opções vegetarianas.”

O restaurante também é uma boa opção para quem tem pouco tempo de almoço e quer manter o cuidado com a alimentação. A expectativa para a alta estação é boa. O negócio tinha oito funcionários. Foram contratados mais dois por causa do aumento da demanda no verão.

O faturamento mensal é de R$ 90 mil, mas os empresários estimam crescer 30% até o fim da temporada.

Assim como o restaurante, a maioria dos pequenos empreendimentos no país espera crescer em 2013. O otimismo faz parte do índice de confiança das micro e pequenas empresas. O indicador foi criado pelo Sebrae e é um termômetro para os empresários.

O levantamento é feito em todo o Brasil pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe).

Os índices considerados são faturamento, expectativa de crescimento e contratações. Para o presidente do Sebrae, Luiz Barreto, o fortalecimento da economia brasileira é um dos principais responsáveis pelo otimismo.

“O Brasil tem melhorado a legislação que dá o tratamento diferenciado a micro e pequena empresa do outro lado, melhoria do índice de escolaridade também, e o fundamental é a economia você tem mais gente demandando serviço, demandando comércio e podendo consumir mais”, diz Barreto.

Fonte: g1.globo.com

06/01/2013