26/03/2013 Estudo aponta presença de pesticida em água mineral na França

Análise divulgada nesta segunda (25) também achou resíduos de remédios.
Foram avaliadas 47 marcas de água mineral; 10 estavam contaminadas.

Garrafas de água mineral adquiridas em Paris, na França (Foto: Thomas Coex/AFP)
Um estudo francês divulgado nesta segunda-feira (25) apontou a existência de resíduos de remédios e pesticidas em garrafas de água mineral vendidas no país, segundo agências internacionais. Foram analisadas 47 marcas mais comuns na França, e 10 delas estavam contaminadas com amostras de diversos tipos de produtos, segundo o jornal britânico "The Guardian".

O estudo foi conduzido pela fundação France Libertés, em parceria com a revista francesa "60 Milhões de Consumidores" ("60 millions de Consommateurs", no nome em francês). Entre os produtos encontrados na água havia resíduos de um medicamento usado para combater o câncer de mama.

Para os responsáveis pela pesquisa, a água mineral contaminada pode ter um "potencial efeito coquetel" nos consumidores, além de trazer sérias preocupações ambientais. Já os cientistas ouvidos pelo "The Guardian" afirmam que a presença dos produtos é minúscula e que consumir a água não traz riscos.

Foram encontrados resíduos dos remédios buflomedil e naftidrofuril, vasodilatadores usados para tratamento em pessoas que têm pressão alta, segundo o "The Guardian". Também foram achados indícios de pesticidas banidos em 2001 no país.