14/05/2013 - Cerveja lidera aumento de consumo de bebidas alcoólicas na América Latina

 

O maior acesso da classe média à cerveja é um dos principais fatores do aumento de consumo de bebidas alcoólicas na América Latina, aponta um estudo conduzido pela consultoria Euromonitor International que identificou as tendências deste mercado na região. Segundo o levantamento, o consumo de cerveja padrão aumentou na América Latina, mas caiu na América do Norte, onde os consumidores passaram a mostrar preferência por produtos de linhas premium. No Brasil, porém, foi verificado o crescimento da popularidade da cerveja artesanal com sabores únicos.

O estudo destaca também que o vinho passou a ser mais consumido em países como Chile, Costa Rica, México e Colômbia. Já uruguaios e venezuelanos estão bebendo menos vinho e mais cerveja. Outro ponto ressaltado pelo levantamento do Euromonitor indica que mais países estão agindo de forma a regulamentar impostos de importação e criar leis que inibem o consumo de álcool e a direção, citando como exemplo a Lei Seca brasileira, que motivou a criação de normas semelhantes em Costa Rica e Chile.

"A indústria de bebidas alcoólicas está expandindo para além da cerveja tradicional, vinhos e espumantes através do aumento da especialização do produto, da produção das linhas premium e da movimentação dos produtores", afirma o gerente de estudos latino-americanos da consultoria, Sean Kreidler. "A experimentação de sabores, a qualidade e a embalagem devem alavancar a indústria em 2013 e são tendências que podem ser vistas em quase todos os países da América do Norte e do Sul", conclui.