02/04/12 - Veja franquias que apostam na onda da culinária saudável

A preocupação crescente com a alimentação saudável e balanceada criou um nicho potencial de consumidores. Atentas a esse perfil de consumo, surgem no mercado franquias especializadas em refeições naturais e com baixo valor calórico.

Segundo dados da ABF (Associação Brasileira de Franchising), já são oito redes em operação, responsáveis por 97 pontos de venda em todo o país. Só nos últimos dois anos, metade delas aderiram ao sistema de franchising.

De acordo com o diretor executivo da ABF, Ricardo Camargo, o segmento de franquias de alimentação deve crescer entre 12% e 14% este ano. O destaque deve ser as redes de culinária saudável, que tendem a crescer um pouco acima das demais.

"As pessoas não querem comer pizza e se alimentar mal todos os dias. A refeição tem de ser balanceada e é aí que as redes que oferecem saladas e pratos leves podem ganhar espaço", afirma.

Além das franquias de culinária saudável, as redes de fast food já começam a se adaptar a esta nova demanda dos consumidores. Algumas incluíram opções de salada e pratos com menos calorias em seus cardápios. "Hoje, quem consegue atender a todos os gostos com um cardápio incrementado se dá melhor no mercado", declara Camargo.

 



Acertar na localização é essencial para o segmento

 

O empreendedor que pensa em se tornar um franqueado deve levar em consideração o local onde abrirá a nova unidade. A culinária saudável ainda está entrando no mercado e é mais procurada por consumidores das classes A e B.

Se o ponto de venda for em uma região onde predomina a classe C, a demanda será maior pelas marcas consagradas e não pela novidade. "O público quer balancear a sua alimentação e as opções saudáveis tendem a se popularizar ao longo do tempo", diz o diretor executivo da ABF.

 

Aumento do consumo de refeição fora de casa é estímulo para novos negócios

Na opinião de Cláudia Bittencourt, diretora geral do grupo Bittencourt, consultoria especializada em franchising, os incentivos governamentais para a adoção de hábitos alimentares saudáveis aliados à prática de esporte colaboraram para a evolução das franquias especializadas em pratos leves.

"Os hábitos alimentares estão mudando e as redes que atenderem a esta demanda podem crescer no mercado. É uma boa opção para quem quer investir em alimentação e fugir do tradicional", afirma.

Outra justificativa dada pela diretora da consultoria é que muitas empresas então concedendo vale-refeição ou aumentando o valor do benefício como forma de reter seus funcionários. Isso faz com que as pessoas passem a gastar mais com alimentação fora do lar. "Muitos profissionais deixaram de levar a refeição para o trabalho para comer em restaurantes. Comendo fora de casa com mais frequência, eles tendem a procurar opções balanceadas."

 

Fonte: Economia UOL