18/062013-Bares e restaurantes também amargam efeitos da alta

Bares e Restaurantes também têm enfrentado custos crescentes de alimentos, bebidas, aluguel e mão de obra, e visto a margem de lucro ficar cada vez menor. O setor, segundo Max Fonseca, presidente da Associação que representa a atividade no RN (Abrasel/RN), já está adiando investimentos e demitindo funcionários.  “Nosso setor é um dos primeiros a sentir os efeitos da alta. A gente se enquadra na categoria de lazer. E o lazer é a primeira coisa a ser cortada quando os preços sobem”.

Levantamento nacional da Abrasel mostrou que chega a 20% a queda no faturamento dos restaurantes no horário do almoço e a 30% no horário noturno, com relação a 2012.A situação na Grande Natal, afirma Max, é mais crítica. Segundo ele, o faturamento de alguns restaurantes na região já caiu 50%, com relação ao mesmo período do ano passado. “O pior é que não estamos conseguindo repassar os reajustes para o  consumidor e não sabemos até quando vamos suportar”, afirmou Max.

Leandro Santos e Elina da Silva: almoço “fora” está mais raro