02/05/12 - Pais continuam comendo mal mesmo depois de ter filhos



Ao que parece, os pais não seguem seus próprios conselhos. Um estudo da Universidade de Iowa, nos Estados Unidos, mostrou que, apesar de incentivar os filhos a terem uma alimentação equilibrada e saudável, os pais continuam a comer mal. As informações são do site Daily Mail.

Segundo a autora da pesquisa, Helena Laroche, a paternidade não necessariamente piora a dieta dos pais, mas com certeza não a melhora. "Na verdade os pais ficam atrás da dieta dos filhos, mantendo uma alimentação pobre", disse.

O estudo avaliou a alimentação de 2563 adultos inscritos em uma pesquisa de fatores de risco para doenças no coração. Foram medidas as diferenças na dieta do primeiro ano e de 7 anos depois. Nenhum deles tinha filhos no ano base do começo do experimento.

O consumo de gordura saturada diminuiu, mas apenas 1,6% entre os que se tornaram pais, contra 2,1% nos ainda sem filhos. Quanto a calorias, frutas, vegetais, açúcar e fast food, não houve mudanças de comportamento antes e depois de terem filhos.

Para a pesquisadora Helena, alguns fatores podem influenciar essa mudança de comportamento. O primeiro é a preocupação em achar uma comida que as crianças gostem, o que implica um grupo de alimentos com muita gordura e muito açúcar. Há também o problema de agenda, estresse financeiro e falta de tempo por ter que cuidar das crianças e da "bagunça".

 

Fonte: Terra