21/05/12 - Restaurantes precisam traduzir cardápios para vários idiomas

Os bares e restaurantes de Pernambuco precisam percorrer um longo caminho para estarem aptos a receber turistas estrangeiros durante a Copa das Confederações e a Copa do Mundo. Uma das demandas básicas é traduzir os cardápios para inglês, espanhol e outros idiomas.

 

Para o secretário-executivo da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel-PE), Valter Jarocki Júnior, a maior dificuldade não é traduzir os cardápios, mas mantê-los sempre atualizados. Os estabelecimentos também estão buscando ensinar outros idiomas para os garçons e atendentes, além de trabalharem com eles o relacionamento com as mais diversas culturas.

 

"Não podemos tratar da mesma forma japoneses e árabes, por exemplo. Cada um se cumprimento de uma forma, uns são mais sociáveis, outros são mais introspectivos. Precisamos preparar nossos atendentes para essas peculiaridades", afirma o secretário-executivo da Abrasel-PE, que é dono de restaurante há mais de 30 anos.

 

De acordo com estimativa da associação, Pernambuco tem aproximadamente seis mil bares e restaurantes com CNPJ ativos, o que resulta em cerca de 180 mil empregos diretos. Valter Jarocki diz que ainda não há como fazer previsões de investimentos e criação de empregos no setor.

 

"Ainda temos muito trabalho pela frente para melhorar os serviços, qualificar funcionários, melhorar a qualidade dos produtos oferecidos, tornar os estabelecimentos mais confortáveis e garantir a acessibilidade das pessoas com dificuldade de locomoção. Estamos correndo para atender os dois grandes eventos esportivos. Nosso objetivo é encantar o cliente", afirma Valter.

 

Fonte: UOL