Mantovani Fernandes
C-B_WEB
ELE APRECIA UM BOM CHURRASCO | “Todo mundo em Goiânia é muito ligado ao meio rural. Fazendeiro gosta de assar carne, então virou um hábito da cidade. Tem coisa melhor do que uma cervejinha gelada e uma boa carne?” | Sergei Cruvinel, 38 anos, advogado e produtor de eventos

 

Uma população que adora ouvir música, fazer caminhada para manter a boa forma, mas não abre mão de se aventurar pilotando o fogão. Este é o retrato dos goianienses quando o assunto é lazer. A constatação faz parte da Pesquisa Ipsos Marplan/OJC, um completo banco de dados sobre os consumidores da Grande Goiânia (capital, Aparecida de Goiânia, Trindade, Senador Canedo e Nerópolis), que será atualizado trimestralmente e que a Organização Jaime Câmara (OJC) disponibiliza para o mercado publicitário local.

Entre os dados curiosos da pesquisa (veja quadro), um que chamou a atenção foi o fato de que 51% dos entrevistados disseram considerar o bom uso do tempo mais importante do que o dinheiro ganho. Apenas um terço da população acredita que o trabalho tem que vir em primeiro lugar. Para aproveitar o tempo livre, 59% disseram que não há lugar melhor do que o próprio lar.

Em dados gerais, os três hábitos campeões de lazer em Goiânia são ouvir música (77%), fazer caminhada (76%) e cozinhar (74%). Entre as capitais pesquisadas, Goiânia ficou em primeiro lugar no hábito de andar de bicicleta, cozinhar e frequentar lojas de conveniência em postos de gasolina, algo tipicamente goianiense. Algo que também é mais forte em Goiânia do que nos outros mercados pesquisados é o costume de reunir os amigos para fazer um bom churrasco.

VARANDA GOURMET

Não é por acaso que ter uma varanda gourmet virou febre nos edifícios da cidade com a promessa de fazer do apartamento local ideal para reunir amigos. O advogado e produtor de eventos Sergei Cruvinel, de 38 anos, tinha sua varanda gourmet muito antes de ela entrar na moda. “Na verdade, era uma grelha elétrica improvisada na varanda do apartamento”, confessa.

Com a mudança do apartamento para uma casa em um condomínio, o sonho de ter uma churrasqueira de verdade, com direito a uma grande área de lazer, se concretizou. Animado, Sergei decidiu inaugurar seu Clube da Picanha, turma de amigos que se reúnem nos fins de semana para assar carne e confraternizar.

“Tem churrasco que chega a reunir 20 casais de amigos. Acho que todo mundo em Goiânia é muito ligado ao meio rural, à fazenda. Fazendeiro gosta de assar carne, então virou um hábito da cidade mesmo. Tem coisa melhor do que uma cervejinha gelada e uma boa carne?”, pergunta.

Os churrascos do advogado são tão bombados que, para fazer caber tanta gente, muitas vezes, é preciso levar os convidados para uma chácara que ele tem na saída da cidade. Na pesquisa, Goiânia ficou em segundo lugar no hábito de fazer churrasco, pescar, ler livros para fins profissionais, ir a futebol em estádios e fazer ginástica em academia.

 


Fonte: O Popular