11/06/12 - Índia, o paraíso das especiarias

A Índia é o sétimo maior país em extensão geográfica e o segundo país mais populoso do mundo. Este país é um verdadeiro caldeirão cultural, onde convivem uma diversidade de religiões, etnias, línguas e dialetos, em um sistema democrático, cuja independência só foi conquistada em 1947, por meio da revolução da não-violência liderada por Mahatma Gandhi.

 

Até então este país era uma colônia do Reino Unido. Foram as especiarias indianas que despertaram a cobiça dos grandes navegadores europeus para esse subcontinente (em que hoje estão Índia e Paquistão). O que motivou a grande aventura em busca do caminho da Índias, foi o interesse de fazer negócios diretamente com os mercadores indianos, libertando-se dos mercadores árabes que dominavam o comércio no Mediterrâneo. O navegante português Vasco da Gama descobriu a rota marítima para a Índia em 1498, mas foram os ingleses que acabaram dominando essa colônia e, em 1600, fundaram a Companhia Inglesa das Índias Orientais, que foi colonizando partes da Índia, até assumir todo o controle político do subcontinente em 1849.

 

O gosto pelas especiarias é tão intenso na Índia que tudo é transformado em condimento, sendo alguns com um gosto um tanto exótico para o paladar de outras partes do mundo. Algumas da especiarias indianas hoje fazem parte da gastronomia de todo o mundo: a pimenta do reino, a canela, o cravo-da-índia, a noz moscada, o aniz, o açafrão, o cominho e o cardamomo.

 

Um dos temperos indianos mais apreciados do mundo é o curry ou caril, que na verdade é um mix de condimentos. As principais especiarias que compõe o curry (que na Índia é conhecido como massala) são açafrão, cardamomo, coentro, gengibre, cominho, noz-moscada, cravo, pimenta e canela. Outros condimentos fazem parte do mix, que tem pelo menos uma receita diferente em cada região do país; algumas receitas chegam a ter setenta especiarias.

 

Escrever sobre esse tempero me traz lembranças de minha infância, pois os japoneses têm um prato muito apreciado que é o ricekarê (rice = arroz, karê = kurry). Este era o prato preferido de minha família para aquecer as noites frias de inverno.

 



RICEKARÊ

 

Ingredientes:

500 gr de filé mignon em cubos

2 cenouras em cubos

2 batatas médias em cubos

1 cebola picada

2 dentes de alho amassados

sal a gosto

2 colheres de sopa de farinha de trigo

1 colher de sopa de kurry (para quem gosta de Kurry sugiro 2 ou 3 colheres)

óleo de soja

 

Modo de preparo:

Em uma panela fritar a cebola.

Acrescentar o filé mignon e mexer até dourar.

Acrescentar a cenoura e a batata, cobrir com água quente, e temperar com sal.

Em uma frigideira colocar 3 colheres de sopa de óleo, a farinha de trigo, o alho e o kurry.

Mexer até o creme escurecer.

Acrescentar o creme ao ensopado assim que as batatas e a cenouras estiverem cozidas.

Servir com arroz branco japonês (gohan).


Fonte: Elcio Nagano - O Povo Online