25/07/2012 - Bombeiros aposentados ficam milionários com lanchonete que reproduz o interior de quartel

Os irmãos Chris e Robin Sorensen fundaram a Firehouse Subs em 2011. A rede de fast food reproduz o interior do quartel, onde eles passaram boa parte de suas vidas. Confira a matéria.

Em 2011, a rede Firehouse Sub faturou cerca de R$ 582,8 milhões com mais de 500 unidades espalhadas nos Estados Unidos

Chris Sorensen, que ao lado do irmão Robin fundou a rede Firehouse SubDois bombeiros aposentados tornaram-se empresários milionários nos Estados Unidos ao investirem em uma ideia original: uma rede de fast food que reproduz o interior do quartel em que passaram boa parte de suas vidas. Chamado de , o negócio atualmente rivaliza com as principais redes de lanchonete do País.
A vida dos irmãos Chris e Robin Sorensen começou a se transformar após um passeio por Jacksonville, no estado norte-americano da Flórida, 20 anos atrás. Eles estavam cabisbaixos após uma série de aventuras empreendedoras mal sucedidas acumuladas desde a aposentadoria – incluindo uma fazenda de cultivo de árvores de natal, que faliu após a marca de uma única venda registrada.

Chris e Robin Sorensen voltavam de uma reunião em uma rede de franquias de fast food que consideravam investir como franqueados. No entanto, ao ouvir dos executivos a proposta comercial e, mais ainda, ao analisar a estrutura da rede e o portfólio de produtos, eles perceberam que poderiam fazer melhor. A única coisa que lhes faltava era um conceito original, algo que pudesse surpreender os consumidores. De repente, a ideia surgiu.
“A gente saiu dessa reunião pensando no assunto e, de uma hora para outro, a ideia da Firehouse Sub apareceu”, conta Robin, que vem de uma família que acumula 200 anos de tradição como bombeiros, e que ao lado de Chris teve a trajetória de empreendedor recentemente contada nos Estados Unidos pela rede de televisão .
Acostumados a preparar lanches dentro do quartel para o almoço da tropa enquanto na ativa, os dois simplesmente pensaram em montar uma lanchonete que, além de explorar algumas das receitas daquela época, também remetesse o cliente ao universo dos bombeiros. Assim, toda a decoração do restaurante foi concebida de forma a reproduzir o interior típico de um quartel dos bombeiros nos Estados Unidos, com direito a machado pendurado na parede e roupas antichamas espalhadas por cabides.
O negócio deu certo a ponto de, atualmente, a Firehouse Sub – que se tornou uma rede de franquias – contar com mais de 500 unidades em 31 Estados dos EUA. Em 2011, a rede faturou US$ 285 milhões (cerca de R$ 582,8 milhões), crescimento de 39% se comparado a 2008, ano em que a economia dos Estados Unidos submergiu em uma profunda crise, ainda distante de ser sanada.
"Nós estamos convencidos de conseguimos fazer bem algumas coisas. As pessoas retornam quando são bem tratadas e, ainda mais, quando se alimentam bem”, dizem os ex-bombeiros milionários.

 

Fonte: Jornal Estadão PME