31/07/2012 - Planos de capacitação movimentam R$ 600 mi

Iniciam-se os preparamentos bainos para a Copa de 2014. As iniciativas movimentam mais de R$600 milhões. Leiam mais.

As iniciativas para treinar a mão de obra baiana para a Copa 2014 movimentam mais de R$ 600 milhões, com o objetivo de qualificar 160 mil profissionais, em áreas como turismo, comércio, serviços e construção civil. As ações estão em curso no Estado desde 2011, segundo Maria Thereza Andrade, superintendente de desenvolvimento do trabalho da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte da Bahia (Setre).
"Criamos um grupo de estudo para determinar as lacunas do setor e definir as metas de capacitação", afirma. Há projetos prioritários dirigidos para mais de 15 tipos de profissionais, além de funcionários públicos, presidiários e estudantes da rede estadual de ensino. Pelo menos dez municípios, além de Salvador, receberão cursos de formação ligados às demandas do Mundial.
O Grupo Executivo de Trabalho de Qualificação para a Copa do Mundo Fifa 2014 (Getquali) reúne 22 entidades, como os integrantes do sistema S (Sesc, Sesi, Senai e Senac), secretarias de Estado, a Secretaria Estadual para Assuntos da Copa do Mundo da Fifa Brasil 2014 (Secopa), além da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (Abih-BA) e a Associação Brasileira de Bares e Restaurantes da Bahia (Abrasel-BA).
Para criar os primeiros cursos, o grupo escolheu ocupações que se relacionam com atividades da Copa e necessidades apontadas pelo mercado de trabalho. Há mais de 15 ocupações prioritárias, como garçons, recepcionistas de hotel, camareiras e motoristas de táxi. Somente para garçons, são mais de 2,3 mil atividades em andamento e outros 1,8 mil treinamentos previstos até o final de 2012.
O projeto Qualifica Bahia Ressocialização pretende treinar 3,5 mil apenados até 2016. "Em 2012, serão qualificados 440 presidiários, em quatro municípios, além de 80 pessoas em situação de rua, para a Copa", diz Thereza. Já há dez internos e mais de 20 ex-moradores de rua trabalhando nas obras do Arena Fonte Nova.
O programa Capacitação de Servidores Públicos Estaduais para a Copa 2014 estima envolver 3,5 mil funcionários de órgãos como a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), Secretaria da Saúde (Sesab) e a Secretaria de Administração (Saeb). O investimento previsto é de R$ 8,7 milhões, com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID). O menu de cursos inclui idiomas e atendimento ao público.
Segundo Antônio Almérico Biondi Lima, superintendente de educação profissional da Secretaria da Educação da Bahia (Sec), a rede estadual de educação profissional vai receber R$ 15,7 milhões de investimentos do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), para a oferta de 55 cursos de formação, em áreas como agente de turismo e auxiliar em serviços de hospedagem.
"Os cursos são feitos em Salvador e outros municípios na área de influência da Copa, como Feira de Santana, Lençóis, Vitória da Conquista, Juazeiro, Porto Seguro, Ilhéus, Maraú e Itacaré", diz Lima. Pelo menos 1,2 mil estudantes de cursos técnicos estão em processo de formação e devem estar aptos para o mercado de trabalho até junho de 2014.
Para Sean Hutchinson, diretor da consultoria Manpower, que atua com recrutamento e seleção no mercado baiano desde 2011, a capital deve focar na capacitação de pessoal na área de serviços. "A grande presença de turistas vai gerar demanda em hotéis e restaurantes, com clientes do mundo inteiro", diz. O Ministério do Turismo (MTur) prorrogou, até 31 de julho, o prazo de inscrições para os cursos do Pronatec Copa, programa de qualificação para o Mundial de 2014. São 40 mil vagas no país em cursos presenciais e gratuitos.

 

Fonte: Jornal Valor Econômico - 31/07/2012